Atualizado 02/05/2019

EXPLOSÃO DESTRÓI FÁBRICA CLANDESTINA DE FOGOS DE ARTIFÍCIO

Fábrica clandestina de fogos de artifício funcionava no Bairro Frei Damião. — Foto: Isaac Macêdo/TV Verdes Mares
Fábrica clandestina de fogos de artifício funcionava no Bairro Frei Damião. — Foto: Isaac Macêdo/TV Verdes Mares

Uma explosão destruiu uma fábrica de fogos de artifício clandestina na manhã desta quinta-feira (2) em Juazeiro do Norte, cidade da região do Cariri do Ceará a cerca de 500 quilômetros de Fortaleza. Pelo menos seis pessoas ficaram feridas e duas casas foram danificadas, segundo o Corpo de Bombeiros.

O acidente ocorreu no bairro Frei Damião. De acordo com o major dos Bombeiros Noberto Santos, a fábrica funcionava numa casa sem autorização. As cinco pessoas que estavam dentro do local no momento da explosão se feriram. Uma delas trabalhava com a fabricação do produto. A sexta vítima estava num imóvel vizinho.

Até a última atualização desta reportagem, as causas da explosão ainda não tinham sido confirmadas. O responsável pelo local também não foi identificado.

 

Casas atingidas e feridos com queimaduras

De acordo com o tenente do Corpo de Bombeiros Eno, agentes da corporação foram ao local para apagar o fogo e socorrer as vítimas. A área foi isolada. “Segundo informações de populares, [no local] funcionava uma casa clandestina de fogos de artifício. Estamos esperando a equipe terminar de fazer o rescaldo para ver se existe alguma vítima debaixo dos escombros”, disse o tenente.

Ambulâncias do Samu também foram acionadas. Segundo a enfermeira Ivanécia Sampaio, os feridos têm idades entre 21 e 31 anos. “Um das vítimas teve queimaduras extensas e os demais estão estáveis. A ambulância vai remover as vítimas e deve vir outra para atender outras possíveis vítimas”, informou enfermeira.

Ferido trabalhava em obra

Um dos feridos é um homem que trabalhava em uma obra em uma casa afetada pela explosão. Ele foi socorrido e encaminhado para o Hospital Regional de Juazeiro do Norte com queimaduras pelo corpo.

Segundo a unidade de saúde, a vítima sofreu queimaduras de segundo e terceiro grau em cerca de 50% do corpo. O hospital solicitou uma vaga para transferir o homem ao Instituto Dr. José Frota (IJF), em Fortaleza.

© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções